Arquivo | novembro, 2010

O problema em amar demais.

29 nov

Ah é, antes de começar qualquer post aqui: não, não fui aos shows. Não, isso não alterou minha vida.

Então… o problema em amar demais. Tem um problema em amar demais.
Quer dizer, eu amo demais. Amo meus pais, meus primos, meus tios, meu namorado maravilhoso, meu cachorro lindo, minhas unhas, enfim. Eu amo demais.
Mas eu amo porque é impossível não amar. Seria imbecil não amar tudo isso.
O problema que eu falo é essa coisa tosca de amar porque gosta demais.
AMIGO você gosta demais. MÃE você ama. AMIGO você gosta demais. PAI você ama. AMIGO você gosta demais. NAMORADA você fuckin’ ama. Não, mentira, no meu caso: NAMORADA você ama demais pra caralho, sem medidas, absurdamente. Sorry.

Um amigo, por mais amoroso/gente boa/parceiro/de infância que seja, não faria por você o que as pessoas que realmente te amam fariam.
E se o carro quebra no meio do nada? Na chuva?
Seu amiguinho não te levaria ao hospital, de madrugada, vomitando e se contorcendo de febre. Ele ligaria pra sua família.
Amigo nenhum deita pensando se você tá bem; se comeu, se conseguiu dormir, se aquela dorzinha de cabeça no meio da testa passou…
Não adianta.

Vendo por custo-benefício, namorado é bem melhor que amigo.
Porque os amigos só são legais de verdade quando saem juntos. E na maioria das vezes, pra beber.
Com namorado você só precisa dele. Bebe com ele. E ainda, cara, é seu namorado! Ele vai arregaçar o bar inteiro se algum maldito te falar OI! Isso é muito legal! 😀
Bom, no meu caso, arregaçaria mesmo… Sorry 2.

Eu não gosto desse nhé nhé nhé de amor, não. E já reparei numa coisa curiosa.
Garotas que amam tanto, ai meu Deus, meus amigos são tudo, geração sertanejo universitário, vou beber e ser feliz, micareta 2011 vamos causar amigaaaaaaas, bate aqui. Sabe? Aquele tipinho que grita sou gorda UHU! Nossa, deu ânsia.
Pois então, praticamente nunca namoram. Assim, de continuar o negócio e sair do sms engraçadinho com indiretas. Namoro ou um rolo que dure.
É impressionante.
Como eu disse no twitter hoje, não me vejo tirando foto na praia de braços abertos fazendo sinal de paz e amor, com um sorrisão de orelha a orelha e cabelos ao vento. Essa é a minha visão perfeita de garota assim. Ou ex-A Fazenda. Whatever.

Portanto, minha filha, não diga EU TE AMO pra quem já recebe isso de outra pessoa. Especialmente se essa outra pessoa for a namorada. Você não ama. Você gosta demais (:
E com isso, eu não tenho nada mesmo contra. Tenho amigos que não vivo sem. Adoro mesmo. Mas não amo.
Eu não amo com facilidade porque, bem, humanos são humanos. Ou seja, se você é um, há uma grande possibilidade em ser um filho da puta em potencial mesmo mostrando-se super amorzinho.
Se até na família tem gente falsa…

 

Anúncios